Profissionais em Educação Física do Tocantins lançam Carta pelo Movimento emancipa CREF TOCANTINS.

08/01/2018 10h30 | Atualizado em: 08/01/2018 10h58


CARTA AOS PROFISSIONAIS EM EDUCAÇÃO FÍSICA DO TOCANTINS

Criação do CREF – TO:
Emancipação com Responsabilidades Compartilhadas.

A categoria dos Profissionais em Educação Física atuantes no Tocantins cresce em número a cada semestre com o ingresso de profissionais recém-graduados, bem como aqueles que procuram o Estado para se estabelecerem, sejam tomando posse em concursos ou em outras frentes de trabalho. O fato é que o desejo de ter um Conselho Regional nunca esteve tão forte entre os Profissionais em Educação Física do Tocantins.

Uma simples sondagem é de fácil percepção o desejo destes Profissionais em que categoria anseia por isso, e pode-se afirmar que a maioria tem o reconhecimento da necessidade de emancipação da Seccional Tocantins, transformando-a em CREF.

Não obstante este querer ser legítimo existem questões que carecem de maior clareza para que o processo de emancipação da Seccional em CREF se efetive na sua plenitude.

Sabe-se que um dos maiores desafios enfrentados hoje é a desmobilização da categoria. Os Profissionais em Educação Física estão nos mais diversos espaços de trabalho, sejam nas políticas públicas, empresas, ongs e universidades. Contudo, o protagonismo militante nos espaços de trabalho não equivale à participação no cotidiano da Seccional. Podemos especificar a baixa frequência nestes espaços de debates e até mesmo os poucos espaços e oportunidades para tanto.

Em que pese a fundamental importância da categoria dos Profissionais em Educação Física no cenário atual, tanto em nível de Estado como nos municípios, o comportamento interno desses profissionais fragiliza a sua representação, visto a não participação já descrita, e isso tem repercussões políticas e ideológicas muito sérias na luta da categoria.

Sem o engajamento dos Profissionais em Educação Física não será possível a emancipação da Seccional e criação do CREF Tocantins, considerando que não se almeja a condução desta futura entidade nas mãos de poucos. Emancipar significa quebrar amarras, tomar as rédeas, compartilhar responsabilidades, fazer crescer não apenas quantitativa, mas qualitativamente. Emancipar exigirá cumprir os deveres, sobretudo o de participar e contribuir para o desenvolvimento da Educação Física nos aspectos econômico, social e político.

Em alguns momentos, o nosso discurso de articuladores, mobilizadores sociais, deve ser para dentro de nós mesmos. Perguntarmos-nos qual é o exemplo dado aos usuários dos nossos serviços quando falamos a eles sobre a importância dos direitos, dos deveres, da participação. Se colarmos o discurso da consciência política em prática, certamente teremos um CREF-TO forte, atuante, presente, de mãos dadas e bem mais próximo ao Profissional nosso maior patrimônio.

Sem que isso ocorra, estaremos pondo em dúvida a capacidade organizativa dessa categoria que vem se levantando e escrevendo seu nome na historia, e não se cala perante a falta de justiça, democracia, igualdade, fazer um CREF Tocantins, livre, forte e, sobretudo que caminhe ao lado do Profissional, sendo isto responsabilidade de todos.



Palmas, janeiro de 2018.

MOBILIZE JÁ!!
SIGNATÁRIOS: PROFISSIONAIS EM EDUCAÇÃO FISICA.


Comissão Estadual.

Arraias – Oscar Alves.

Dianópolis - Ricardo Brito.

Colinas – Aroldo Carlos.

Palmas
José Eduardo Morais.
Luciano Lucas.
George Lino.
Luiz Claudio Santos.
José Roberto Amorin.
Ivo Dantas.

Paraíso - Diogo Kolz

Tocantinópolis - Niuzete Santiago.

Araguaína –
Vinicius Gomes.
Katiane Chaves.
Leonardo Pacheco.

Miracema - Anna Marya Felipe. 

Gurupí – Humberto Alves Barbaresco. 

Guaraí – Katiane Brinkmann.

Porto Nacional–Avelino Soares.

Pedro Afonso – Hugo Cavalcanti Marinho,